COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

22.2.13

Impressionismo: o Genial Enlouquecido e o Viajante Sonhador.


Para encerrar o passeio no universo fantástico do Impressionismo, fecharemos com chave de ouro, com dois grandes mestres que não tiveram só esta escola como referência, mas foi nela que tiveram grande projeção.
Um nascido francês, o outro holandês. O primeiro caminhou por aqui entre 1848 a 1903, o outro de 1853 a 1890. (acima, Jacó e o Anjo)

Tiveram seus caminhos cruzados e por algum tempo paralelos, através da pintura e principalmente pelo desejo de criar e desenvolver uma arte própria, diferente, apaixonante, colorida e ruidosa. (acima, Van Gogh Pinta Girassóis)
Estou falando de Paul Gauguin e Vicent Van Gogh. Pintores que viveram a aventura da vida em estilos dispares, mas tiveram no impressionismo o ponto de convergência. (acima, De onde viemos? Quem somos? Para onde vamos?)
Foram amigos, parceiros, e por algum tempo dividiram as despesas com moradia, mas o temperamento difícil de Van Gogh, encurtou esta temporada (acima, Café em Arles)
Gauguin cedo conheceu o mundo. Na infância, Peru. Jovem, foi a vez do mundo, como marinheiro mercante. Causou-se. Foi rico. Abandona o emprego para dedicar-se a pintura. Como havia acumulado quadros de pintores contemporâneos impressionistas, consegue se manter por algum tempo, mas depois abandona a família. Fixa-se no Taiti  onde produz suas maiores obras. É aonde morre, pobre. (acima, Retrato de Père Tanguy)
Van Gogh, foi durante toda vida perseguido por fracassos. Não teve sucesso em muitos aspectos de sua vida. Não casou. Não consegui se sustentar. Não manteve contatos sociais, e aos 37 anos, totalmente devastado por uma doença mental, suicida-se. (acima, Noite estrelada). Nunca vendeu um quadro seu em vida.
Paul Gauguin também tenta o suicídio, e como Van Gogh também tem dificuldade para vender suas obras. Foram amigos de Edgar Degas, Emile Bernard e Toulouse-Lautrec. (acima, Terraço do Café em Arles à Noite)
Como podemos ver apesar seus nomes terem sidos gravados na história da humanidade como exímios pintores e representantes de escolas, como o impressionismo, Van Gogh e Gauguin foram homens comuns buscando se firmar na sociedade em que viviam, fazendo e muitas vezes insistindo no que melhor faziam ou amavam fazer. (acima, Campos de Trigo com Ciprestes)
Viaje nas cores vibrantes e pinceladas vigorosas de Van Gogh e nas linhas suaves e formas estilizadas de Gauguin. (acima, Os Girassóis)
E assim amigos, concluímos esta que foi uma maravilhosa viagem. Além de suas companhias agradabilíssima, suas perguntas e comentários funcionaram como combustível na busca de trazer o melhor para todos. 
Sem a pretensão de sermos catedráticos no assunto, mas apenas apaixonados doentes pela arte, em especial do Impressionismo, queríamos fazer da Buymazon, um local de encontro dos enlouquecidos por viagens nas superfícies de relevos acidentados, sobre telas e cavaletes, com imagens congeladas e em movimento, de um mundo a muito distante, ou ali perto.
Não me canso de dizer, que estes homens no início do século XIX, com sua ousadia, persistência e paixão, impressionaram e impressionarão bilhões por milênios.
Obrigada, e retornaremos no futuro com outras belezas artísticas e seus criadores maravilhosos.


Fonte:
Algo Sobre
Wikipedia
Google Imagens



Para Ler as Publicações Anteriores, click nos links abaixo.
Impressionismo - A Dama Americana e o Mestre Antilhano
Impressionismo - Degas e Cezanne, as Bailarinas e a Geometria
Impressionismo - Renoir e Monet, Caminhos Diferentes ao Mesmo Lugar
Impressionismo - O Nú e a Sombra de Manet


Nenhum comentário: