COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

13.10.12

Você Pratica Binge Drinking?

Você sabe aquela festa, balada, ou encontro com os amigos para comemorar sabe-se lá o quê...mas que você lembra muito bem como acordou no dia seguinte. Não quer nem lembrar não é? Pois é. Esta desagradável sensação de gosto de corrimão ou de guarda-chuva na boca é conhecida de muitos, mas o que chama a atenção nos últimos anos é que ela passou também a ser comum entre os adolescentes.
O consumo exagerado de bebidas alcoólicas e todos os seus efeitos fenomenais de ressaca e consequências destrutivos pode ter sido provocada por um binge drinking. Já ouviu falar? Binge drinking é a ingestão de mais de quatro doses de bebidas alcoólicas numa única ocasião. É isso mesmo. Uma taça de vinho, uma lata de cerveja, uma garrafinha de destilado, uma boa medida de cachaça ou aquela caipifruta e assim por diante. Tudo é dose. Junto, separado ou tomado alternado, mas todos no mesmo momento caracteriza um binge drinking que numa tradução livre para o português, pode ser entendido como "bebedeira" ou "farra com bebidas". É um padrão de comportamento em que a pessoa bebe muito, num intervalo curto de tempo com o objetivo de ficar bêbado rapidamente, mesmo que o faça uma vez por semana, ou seja de forma esporádica.

Hospitais e pronto-socorros apontam o crescimento no número de adolescentes em atendimento de emergência chegando muitas vezes a dar entrada nas UTI - Unidades de Tratamento Intensivo, por coma alcoólico ou intoxicação. 
O binge drinking é um fenômeno que atinge todas as classes sociais, e apesar da redução do número de jovens que bebem, estes entretanto começaram cada vez mais cedo, em média 12,5 anos, e ingerem quantidades cada vez maiores. Foi esta a conclusão do estudo feito no Brasil em escolas públicas e privadas, pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid) da Universidade federal de São Paulo (Unifesp). Outro dado da pesquisa que chama a atenção em parcela pesquisada de 5 mil estudantes de escolas particulares paulistanas, é que 33% dos que cursavam o ensino médio haviam consumido álcool no padrão bing no mês anterior à pesquisa.
Riscos sociais e de saúde
O leque de riscos envolvidos no binge drinking é enorme. “O jovem alcoolizado se expõe mais a situações de risco, como dirigir ou pegar carona com alguém embriagado, fazer sexo sem proteção e praticar atos violentos. Além disso, há estudos demonstrando que o início precoce do consumo de bebidas alcoólicas aumenta o risco de desenvolvimento de dependência de álcool no futuro”, afirma a Dra. Alessandra do Hospital Albert Einstein. 
Mas não é só no campo comportamental que mora o perigo. “Do ponto de vista da saúde, a intoxicação alcoólica pode levar a quadros graves de hipoglicemia, insuficiência respiratória e outros relacionados à depressão do sistema nervoso central, inclusive com risco de morte. Isso sem falar nas quedas e acidentes de carro, moto ou bicicleta, que geram fraturas e traumatismos graves”, ressalta a Dra. Paula Cristina Ranzini, pediatra da Unidade de Primeiro Atendimento do hospital.
O jovem alcoolizado se expõe mais a situações como dirigir embriagado, fazer sexo sem proteção e praticar atos violentos
Por razões diversas, o problema não costuma ter a atenção que merece. Além de o álcool ser uma droga lícita (os familiares costumam se preocupar mais com o uso de drogas ilícitas, como maconha, cocaína, crack, entre outras), os episódios de binge drinking são geralmente considerados “normais”, típicos da adolescência. É um erro. “Os pais não podem subestimar o problema. Devem estar atentos ao que está acontecendo, dialogar com os filhos, estabelecer limites”, ressalta a Dra. Paula. O mesmo vale para a escola, que deve observar eventuais dificuldades do aluno, comportamentos mais agressivos ou faltas frequentes. Afinal, o binge drinking pode ser mais que um problema de saúde para o indivíduo naquele momento. Ele pode evoluir futuramente para uma questão mais grave que é o alcoolismo.
Portanto caro leitor se pratica ou se conhece alguém que pratica o binge drinking, fique ligado. A lista dos efeitos danosos ao corpo e a mente é imensa. Sem falar dos danos que podem atingir parentes, amigos e pessoas desconhecidas, causados pelo praticante do binge drinking.

Nenhum comentário: