COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

10.10.12

Mussum: Filmis, Séris e Outris.

Para rir e lembrar deste comediante maravilhoso que resolveu nos deixar 1994. Se vivo estivesse Mussum teria feito no último 29 de julho, 71 anos, muito deles de grande sucesso.  Foram-se então 18 anos mas nem percebemos. Mussum esta de volta e fazendo o que fazia melhor: nos divertindo.

Não tinha o politicamente correto, cota para negros, bolsa família e o tomar um porre era para afogar as mágoas ou de felicidade. Carioca, nascido no Morro da Cachoeirinha no subúrbio Lins de Vasconcelos, em 7 de abril de 1941. Antes de ser artista foi em vão mecânico e militar.

Ganhou de Grande Otelo o apelido de Mussum - peixe liso e escorregadio - por conseguir sair-se facilmente de situações complicadas.

Mussum é de uma safra de comediantes em que fazer piada de pobre, bêbado e negro era apenas uma manifestação do vida real na vida artística. Nada de mais, era só para rir de montão. Foi por um longo tempo cantor no grupo de samba de grande sucesso na época: Os Originais do Samba. Parando com as turnês apenas porque os shows conflitaram com o as gravações dos programas na TV. De sorriso inconfundível e trejeitos que caracterizavam o malandro morador dos morros cariocas, fazia sucesso junto a crianças e adultos.  Seu personagem nos Trapalhões constantemente brincava com os outros membros do grupo, inventando apelidos divertidos, como: Cardeal ou Jabá, para om Didi; Mineirinho de Sete lagoas para Zacariais. Também por isso era alvo de apelidos como: cromado, azulão, grande pássaro, entre outros. Tudo num ambiente de amizade comum a brincadeiras e gozações relativas a origem ou história de cada um deles. Saudades do grande artista que fazia rir a todos e continua fazendo rir quem nasceu muito depois de ele se "impirulitaris", como ele mesmo diria.
Fonte: 

Nenhum comentário: