COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

15.6.11

Mata-se por quê?


Por Arnaldo Jabor

Em Recife, felizmente, foi condenado uma rapaz que tinha matado o pobre Alcides Nascimento, que era um menino de origem humilde, mas um prodígio de estudante esforçado e que estava se formando em Biomedicina.

Mata-se por amor, mata-se por ideologias, mata-se por Alah. Mas no Brasil surgiu um novo tipo de assassino: aquele que mata sem motivo. Os novos assassinos são produzidos por nossa cultura violenta, com competição brutal, com homens perdidos num cotidiano incompreensível. A compaixão hoje é vista como perda de tempo ou de lucro.

O psicopata é o doente do século 21, ele não sente culpa, não há o outro para ele, só ele existe em sua total solidão. O psicopata rico está em toda parte, em bares, em bancos, em cargos políticos altos. Ele mata ou engana para vencer na vida. Já o psicopata pobre mata nas vítimas o próprio destino vazio, perdido no nada do país, cercado de morte por todos os lados, no noticiário, nas imagens de massacres...ele mata para preencher este nada.

O assassinato é um ato excitante traz a sensação de algo ter acontecido. Esse criminoso já tinha matado por causa de uma camisa no carnaval do Recife, foi preso e nossa doce justiça deu-lhe regime semi-aberto. Ele fugiu, claro, para matar esse pobre menino. A lei penal é arcaica porque o crime é mutante, livre e a justiça é aprisionada em códigos lentos e velhos. Essa tragédia aconteceu porque o assassino não achou quem ele ia matar e disse: “vou deixar alguém estirado aí no chão, o primeiro que aparecer para não perder a viagem”.

Que tal?




Ser Feliz é Ser Livre!

Nenhum comentário: