COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

10.2.11

REFLEXÕES



ARISTÓTELES
Em
Arte Retórica.





“Os velhos e aqueles que ultrapassaram a flor da idade ostentam geralmente caracteres quase opostos aos dos jovens; como viveram muitos anos, e sofreram muitos desenganos, e cometeram muitas faltas, e porque, via de regra, os negócios humanos são mal sucedidos, em tudo avançam com cautela e revelam menos força do que deveriam”.

“Têm opiniões, mas nunca certezas. Irresolutos como são, nunca deixam de acrescentar ao que dizem: “talvez”, “provavelmente”.
Assim se exprimem sempre, nada afirmam de modo categórico”.

“Têm também mau caráter, pois ter mau caráter é levar tudo a mal. São igualmente suspeitosos, pois são desconfiados e foi a experiência que lhes inspirou essa desconfiança”.

“Em sua maneira de proceder, obedecem mais ao cálculo do que à índole natural, - dado que o cálculo visa o útil, e a índole, a virtude. Quando cometem injustiças, fazem-no com o fim de prejudicar, e não de mostrar insolência”.

“Como todos os ouvintes escutam de bom grado os discursos conformes com seu caráter, não resta dúvida sobre a maneira como devemos falar, para que, tanto nós, como nossas palavras, assumam a aparência desejada”.






ARISTÓTELES. Arte Retórica e Arte Poética.Tradução de Antônio Pinto de Carvalho. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1969.

Sobre o autor:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arist%C3%B3teles

Um comentário:

Anne Lieri disse...

Uma bela retórica,sem dúvida!E muito atual,pois hoje os homens quanto mais experientes,mais desconfiados e maldosos!Toda regra tem exceção,mas Aristóteles era mesmo genial!Bjs,