COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

28.2.11

CAPELA PEQUENINA




CAPELA PEQUENINA
( Anne Lieri)


Sou capela pequenina
Que se esconde nas colinas isoladas
Das beatas, prostitutas,
Dos profanos e fanáticos
Qual estrela solitária
Vagando pelos espaços escuros...
Sou menina, sou criança
Brincando de cirandinha,
Cantando melodias vagas
Pelas estradas amargas
De um caminho sem fim.
Sou mulher de muitas garras,
Indefesa...Às vezes, morte...
Mas não temo minha sorte
Sou guerreira, sei ser forte!
Pioneira dos destinos,
Incoerente desatino
Trago na língua uma espada
E no peito alguma mágoa...
Sou a luta contra o tempo,
Sou suave desalento,
Brisa fresca da manhã!
Sei ser leve como a pluma,
Gargalhar com alegria,
Contraditória ironia
De quem vive e sente dor!
Sou a escrita, sou a letra!
Doce face da poesia
Desabafo que cansou...
Sou também a sua flor!
Madrugada perfumada
O orvalho da calçada,
Peregrino sem calor...
Sou a alma aprisionada
Insaciável procura,
Sou alguém que é só loucura, mas que transborda de amor!


Um comentário:

Chica disse...

Maravilha,Anne!Que linda poesia e imagem!beijos,ótima semana!chica