COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

21.12.10

Façam me o favor....

agora vazou o dele


O inquérito sigiloso sobre seus crimes sexuais praticados na Suécia vazou na imprensa, pelo jornal britânico The Guardian e pelo norteamericano The New Yor Times.

Julian Assange é acusado de coerção sexual e estupro em duas mulheres suecas. Alega que fez sexo consentido. Mas não é o que diz o inquérito vazado, documento de 68 páginas com a versão da polícia sueca para os quatro dias da sua visita ao país, em agosto. Os encontros do australiano com as suecas realmente começaram de forma "amigável". Mas se tornaram violentos quando elas se negaram a fazer sexo sem preservativo.

O documento repleto de interrogatórios é um baque na defesa de Assange, que alega que tudo foi montado de última hora como parte de uma conspiração comandada pelos EUA.

As duas mulheres são identificadas só como "A" e "W". "A" tem 30 anos e é uma ativista da esquerda na Suécia. "W", 25, trabalhou no Museu de Estocolmo e é descrita como "forte apoiadora" do WikiLeaks.

"A" diz que recebeu golpes nas pernas e que teve as roupas rasgadas. "Tentava colocar as roupas, mas ele as arrancava novamente", declarou à polícia. "W" relata que os dois se conheceram num jantar, após um palestra dele em Estocolmo, e que depois viajaram juntos para Enkoping, a cidade dela, a 50 km da capital. Lá, ele tentou fazer sexo enquanto ela dormia, o que motivou a Promotoria a acusá-lo de estupro. 

TREM AZUL 

Um comentário:

armalu disse...

Acontece cada coisa.Que coisa!!!
Vamos lá saber que diz a verdade???
Mas um joelhinho com força num sitio que todos sabemos... perdia a vontade com certeza.