COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

26.10.10

Porca de Seychelles, ou Coco do mar



 O Coco de Mer pertence à subfamília de Coryphoidae e da tribo Borasseae. Borasseae é representado por quatro géneros em Madagascar e por um em Seychelles fora dos sete mundiais. São distribuídos nos coastlands que cercam o Oceano Índico e os consoles existentes dentro. O Borassus, o género o mais próximo a Lodoicea, tem aproximadamente cinco espécies no “Velho Mundo,” uma espécie na África, uma na India, Ásia e Malaysia do sudeste, um na Nova Guiné e duas espécies em Madagascar. A árvore alcança 25-34 m de altura. As folhas são em forma de leque, 7-10 m de comprimento e 4.5 m de largura com um peciole de 4 m. O dioecious, tem o  macho separado das plantas fêmeas. As flores masculinas, estão no catkin-como, e podem chegar até a 1 m de comprimento. A fruta madura tem 40-50 cm no diâmetro e pesa 15-30 quilogramas, e contem as a maior semente no reino vegetal. A fruta, que exige 6-7 anos para se amadurecer e uns dois anos mais adicionais para germinar, é referida às vezes igualmente como o coco do mar, ou semente do vagabundo, ou  coco dobro, ou fesse dos Cocos, ou a porca de Seychelles.

Um comentário:

Lengo D'Noronha disse...

Impossível não fazer uma relação com Man Ray. Muito interessante!