COMO FUNCIONA

Este blog foi criado num Domingo chuvoso daí www.domingoamigo.blogspot.com/!

Pensando em leitores que não se animam a manter um blog pessoalmente, e os bloggers, que desejosos de atingir outros leitores, além dos seus habituais, gostariam, vez por outra, de postar num blog COLETIVO, criamos a SOCIEDADE ANÔNIMA, onde você poderá postar, sempre que tiver vontade!

Para fazer parte dos AUTORES do blog basta escrever para: cimitan@terra.com.br, solicitando sua inclusão, como membro do SOCIEDADE ANÔNIMA. Mande seu nome, e endereço de e-mail, para ser registrado. Só não pode deixar de assinar seus posts! E será responsabilizado pelo seu conteúdo.

A gerência se reserva ao direito de excluir o participante cujo comportamento não for condizente com o do grupo.

30.8.10

VOTO NULO, não anula ELEIÇÃO

Lengo D'Noronha deixou um novo comentário sobre a sua postagem " Legal! Nulo neles. VOTO NULO = 000 + TECLA VER...":

Caro Eduardo,
Na internet uma questão fundamental para a Cidadania é ter o cuidado de não repassar dados falsos ou mal intencionados. Às vezes a pressa e o entusiasmo nos fazem cair em alguma armadilha dessas.
Queria informar que este post não é verdadeiro e só contribui para a desinformação dos leitores.
Aqui estão as informações corretas sobre o voto nulo, no Brasil:
_________________________________
Ultimamente, correram vários boatos de que o voto nulo seria capaz de invalidar todo um processo eleitoral. No caso, se mais da metade dos eleitores votassem nulo, deveria acontecer um novo processo eleitoral formado por outros candidatos. A premissa dessa hipótese se assenta no artigo 224 do Código Eleitoral, que diz que “se a nulidade atingir mais da metade dos votos do país nas eleições, (...) o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias".

Para muitos, esse artigo faz com que o voto nulo se transforme não só em uma arma de protesto, mas também em uma forma de se alterar a configuração do cenário eleitoral. Entretanto, de acordo com uma recente interpretação do TSE, essa nulidade só invalida as eleições quando os votos são anulados por causa de alguma fraude que determine sua desconsideração. Por tanto, se mais de cinquenta por cento dos votos dos cidadãos optam pelo voto nulo, prevalece a escolha daqueles que votaram em algum candidato.

Dessa forma, quando um cidadão vota nulo, ele acaba abrindo brecha para que um candidato ruim acabe vencendo a eleição com um número menor de votos necessários. Assim, acaba sendo preferível depositar suas esperanças em candidato ou legenda que sejam parcialmente satisfatórios do que facilitar a vida de um candidato com perfil questionável. No final das contas, a opção pelo voto nulo acaba se transformando em um ato de passividade mediante o cenário político vigente.

Abraço.
 
Postado por Lengo D'Noronha

2 comentários:

tossan disse...

Se todos votarem nulo anula sim, é óbvio, se ninguém fosse votado! Ora bolas! Mas como isso é impossível o colega tem razão em parte. Não gosto do AZ então me desculpa mas o meu voto é nulo porque me nego a votar no menos pior como todos fazem. A unanimidade é burra disse uma vez Nelson Rodrigues. Abraço

tonhOliveira disse...



Eu tenho vontade de rasgar meu título.

Se pudessemos nos organizar,
fazer uma propaganda paralela, VOTE NULO.

O povo só se une na ora de torcer pra seleção ou pro seu time em hora de decisão.

Aliás, êta povinho BURRO!

riiinch! riiinch! riiinch!

Não temos saída.

Se correr o bicho pega,
se ficar a bicha loca come.

Não...Não...Não!

SÓ... C O R R A M!

Abraços!